sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Atenção, Assinem a Petição e ajudem a Rimsha, uma criança com problemas mentais está para ser condenada a morte no Paquistão


Recebi este e-mail nesta quinta feira, 30/08/2012, de nossos parceiros no Paquistão.

Na semana passada, uma multidão enfurecida ameaçou queimar Rimsha Masih, e em 48 horas um juiz vai decidir se ela vai ou fica livre na cadeia. 

Em 48 horas, minha filha vai comparecer diante de um tribunal no Paquistão, sob as leis de blasfêmia que carregam a sentença de morte.
Minha menina inocente tem lutado toda a sua vida com deficiência mental. E não deve ser punida. Peço-lhe para ajudar a salvar minha filha.Assine esta petição para o presidente Zardari para apoiar o meu apelo para a proteção das minorias religiosas.
Queridos amigos, 

Rimsha é um menor com deficiência mental e muitas vezes não está no controle de suas ações. No entanto, a polícia local aqui no Paquistão acusou de profanar o Alcorão, e estamos com medo por sua vida. 

Agora ela está sendo mantida em uma prisão de segurança máxima, e na hora, ela vai enfrentar a corte sob anti-blasfêmia do Paquistão leis, o que pode levar a pena de morte. Somos uma família pobre testemunho cristão fúria multidão sobre o caso da minha filha, e muitas outras famílias têm enfrentado intimidação semelhante forçando-os a bater em retirada ou viver com medo. Mas a atenção internacional sobre o caso Rimsha tem encorajado paquistaneses líderes muçulmanos para falar contra essa injustiça e forçado a atenção Presidente Zardari. 

Por favor, ajuda-me a manter-se o clamor mundial sobre o caso da minha filha. Exorto-vos a assinar a minha petição ao presidente Zardari para salvar Rimsha e exigem proteção para nós e para outras famílias de minorias vulneráveis ​ ​Avaaz irá partilhar essa campanha com meios de comunicação locais e internacionais, observou atentamente por todos os políticos aqui.: 

http://www.avaaz.org/en/pakistan_save_my_daughter/?bLtJudb&v=17457 

Uma multidão enfurecida exigiu a prisão da minha filha depois de um imã local começou a incitar as pessoas contra ela, alegando que ela havia profanado o Alcorão. Alguns, então, ameaçou matá-la e queimar as casas de cristãos em nossa comunidade. Oro para que a sua audição no sábado, o caso contra ela é julgada improcedente e que ela pode voltar a morar com a gente. 

Nossa família está em grave perigo, pois mesmo falando sobre as leis de blasfêmia no Paquistão pode ser mortal -. Ano passado, o ministro paquistanês de Assuntos Minoritários foi morto depois de pedir a retirada da pena de morte por cometer blasfêmia É uma situação tão sensível que muitos de nossos vizinhos cristãos de nossa favela Islamabad tiveram que fugir de suas casas. 

Nós respeitamos os direitos religiosos dos outros. Nós simplesmente esperar para a segurança de nossa filha e nossa comunidade e gostaria que isso nunca tivesse acontecido. Estamos felizes que o Conselho Ulema, um grupo de guarda-chuva de clérigos muçulmanos e acadêmicos aqui no Paquistão, falou, dizendo: "Nós não queremos ver injustiça feita com ninguém Vamos trabalhar para acabar com esse clima de medo." Com sua ajuda, podemos não só Rimsha livre, mas fazer este incidente, o início de uma maior compreensão entre as comunidades no Paquistão. Peço-lhes que assinem esta petição, e compartilhá-lo com seus amigos. 

http://www.avaaz.org/en/pakistan_save_my_daughter/?bLtJudb&v=17457 

Com esperança e determinação, Misrek Masih com a equipe da Avaaz 

PS: Esta petição foi iniciada no novo site Avaaz Petições Comunidade, que permite que qualquer pessoa, em qualquer lugar, iniciar uma petição em questões que são importantes para eles. Para iniciar o seu próprio, clique aqui: http://www.avaaz.org/en/petition/start_a_petition/?bv17457 


MAIS INFORMAÇÕES:

Paquistão adia decisão judicial de fiança para a menina acusada de queimar Alcorão (CNN): 
http://edition.cnn.com/2012/08/30/world/asia/pakistan-girl-blasphemy 

Pai de recursos 'blasfemo' menina cristã paquistanesa ao presidente (Telegraph
http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/asia/pakistan/9503532/Father-of-Pakistani-Christian-blasphemer-girl-appeals-to-President-Asif-Ali-Zardari.html 

Blasfêmia do Paquistão caso moça cristã "é 14 '(BBC) 
http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-19397884 

Menina apoio paquistanês muçulmano líderes cristãos acusados ​​de blasfêmia (Guardian) 
http://www.guardian.co.uk/world/2012/aug/27/pakistani-muslim-christian-girl-blasphemy 

Os cristãos paquistaneses, folga, temendo fugir comunidade após a menina é acusado de blasfêmia (Washington Post) 
http://www.washingtonpost.com/world/asia_pacific/pakistani-christians-fearing-backlash-flee-community-after-girl-accused-of-blasphemy/2012/08/20/d3b23c9a-eae3-11e1-866f-60a00f604425_story.html 

Paquistanesas vadeia presidente em caso de blasfêmia "Síndrome de Down" (Christian Science Monitor
http://www.csmonitor.com/World/Asia-South-Central/2012/0820/Pakistani-president-wades-into-Down-s-Syndrome-blasphemy-case/ 

POR FAVOR COMPARTILHE!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Marta Suplicy propõe acabar com a Família Tradicional


Senadora Marta Suplicy propõe acabar com a Família Tradicional


É essa a Proposta de Emenda à Constituição que a Senadora Marta Suplicy e a Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB estão elaborando para o nosso País.



Principais pontos:
- Acabar com a família tradicional
- Retirar os termos “pai” e “mãe” dos documentos
- Acabar com as festas tradicionais das escolas (dia dos pais, das mães) para “não constranger” os que não fazem parte da família tradicional
- A partir de14 anos, os adolescentes disporão de cirurgia de mudança de sexo custeada pelo SUS
- Cotas nos concursos públicos para homossexuais etc…
Eis o texto:
A senadora Marta Suplicy (PT-SP) elogiou a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), elaborada pela Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que quer ampliar privilégios a indivíduos viciados em práticas homossexuais.
O texto tem a pretensão de introduzir na Constituição todas as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) que favoreceram a agenda gay, inclusive a garantia de união estável para duplas homossexuais, com direito à conversão em casamento e adoção de crianças.

De acordo com a agência de notícias do Senado, “a PEC tem como um de seus principais ponto a criminalização da homofobia e estabelece a pena de dois a cindo anos de reclusão para aqueles que praticarem atos de discriminação e preconceito em virtude da orientação sexual de alguém. A mesma punição se estende aos que incitarem o ódio ou pregarem [contra a] orientação sexual ou identidade de gênero”.

Com a aprovação da PEC, a própria Constituição do Brasil se transformará num PLC 122. Mas Suplicy reconhece que a tentativa de transformar a Constituição do Brasil numa constituição “anti-homofobia” certamente enfrentará resistência de “setores como o da igreja”.

A senadora acredita que, estrategicamente, será importante aprovar primeiro o PLC 122/2006, pois sua tramitação está mais avançada, tendo já sido aprovado sorrateiramente na Câmara dos Deputados e restando apenas a votação no Senado.
 O segundo passo, na avaliação de Marta, é apresentar a PEC, que é uma matéria mais ampla e complexa. “A PEC é bem mais difícil de aprovar. Então, vamos começar com a homofobia e avaliar o momento adequado para fazer uma PEC com essa amplitude, que é realmente o sonho que nós gostaríamos para todo o País”, explicou a senadora à agência do Senado.

O Estatuto da Diversidade Sexual conta com 109 artigos, que alteram 132 dispositivos legais. O Estatuto criminaliza a homofobia, reconhece o direito à livre orientação sexual e iguala os direitos fundamentais entre heterossexuais e LGBTs.

Eis algumas dos “avanços” que o Estatuto da Diversidade Sexual propõe:
Legitimação da PEDOFILIA e outras anormalidades sexuais:
Título III, Art. 5º § 1º – É indevida a ingerência estatal, familiar ou social para coibir alguém de viver a plenitude de suas relações afetivas e sexuais.

Sob essa lei, a família nada poderá fazer para inibir um problema sexual nos filhos. A sociedade nada poderá fazer. E autoridades governamentais que ainda restarem com um mínimo de bom senso estarão igualmente impedidas de “interferir”.
Retirar o termo PAI E MÃE dos documentos:

Título VI, Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”.

Essa lei visa beneficiar diretamente os ajuntamentos homossexuais desfigurados tratados como família. Para que as crianças se acostumem com “papai e papai” ou “mamãe e mamãe”, é preciso eliminar da mente delas o normal: “papai e mamãe”.

Começar aos 14 anos os preparativos para a cirurgia de mudança de sexo aos 18 anos (pode começar com hormônios sexuais para preparar o corpo):

Título VII, Art. 37 – Havendo indicação terapêutica por equipe médica e multidisciplinar de hormonoterapia e de procedimentos complementares não-cirúrgicos, a adequação à identidade de gênero poderá iniciar-se a partir dos 14 anos de idade.
Título VII, Art. 38 – As cirurgias de redesignação sexual podem ser realizadas somente a partir dos 18 anos de idade.

Cirurgias de mudança de sexo nos hospitais particulares e no SUS:
Título VII, Art. 35 – É assegurado acesso aos procedimentos médicos, cirúrgicos e psicológicos destinados à adequação do sexo morfológico à identidade de gênero.

Parágrafo único – É garantida a realização dos procedimentos de hormonoterapia e transgenitalização particular ou pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

Uso de banheiros e vestiários de acordo com a sua opção sexual do dia:
Título VII, Art. 45 – Em todos os espaços públicos e abertos ao público é assegurado o uso das dependências e instalações correspondentes à identidade de gênero.

Não é permitido deixar de ser homossexual com ajuda de profissionais nem por vontade própria:
Título VII, Art. 53 – É proibido o oferecimento de tratamento de reversão da orientação sexual ou identidade de gênero, bem como fazer promessas de cura.
O Kit Gay será desnecessário, pois será dever do professor sempre abordar a diversidade sexual e consequentemente estimular a prática:

Título X, Art. 60 – Os profissionais da educação têm o dever de abordar as questões de gênero e sexualidade sob a ótica da diversidade sexual, visando superar toda forma de discriminação, fazendo uso de material didático e metodologias que proponham a eliminação da homofobia e do preconceito.
Contos infantis que apresentem casais heterossexuais devem ser banidos se também não apresentarem duplas homossexuais travestidas de “casais:

Título X, Art. 61 – Os estabelecimentos de ensino devem adotar materiais didáticos que não reforcem a discriminação com base na orientação sexual ou identidade de gênero.
As escolas não podem incentivar a comemoração do Dia dos Pais e das Mães:
Título X, Art. 62 – Ao programarem atividades escolares referentes a datas comemorativas, as escolas devem atentar à multiplicidade de formações familiares, de modo a evitar qualquer constrangimento dos alunos filhos de famílias homoafetivas.

Cotas nos concursos públicos para homossexuais assim como já existem para negros no RJ, MS e PR e cotas em empresas privadas com já existe para deficientes físicos:
Título XI, Art. 73 – A administração pública assegurará igualdade de oportunidades no mercado de trabalho a travestis e transexuais, transgêneros e intersexuais, atentando ao princípio da proporcionalidade.

Parágrafo único – Serão criados mecanismos de incentivo a à adoção de medidas similares nas empresas e organizações privadas.
Casos de pedofilia homossexual irão correr em segredo de justiça:
Título XIII, Art. 80 – As demandas que tenham por objeto os direitos decorrentes da orientação sexual ou identidade de gênero devem tramitar em segredo de justiça.
Censura a piadas sobre gays:

Título XIV, Art. 93 – Os meios de comunicação não podem fazer qualquer referência de caráter preconceituoso ou discriminatório em face da orientação sexual ou identidade de gênero.
O Estatuto da Diversidade Sexual é um avanço. Isso nunca havia sido pensado em relação às questões LGBT”, reconheceu Marta Suplicy, classificando-o como de importância “inquestionável”.

O Estatuto defende que o Estado é obrigado a investir dinheiro público para homossexuais que querem caros procedimentos de reprodução assistida por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e também o Estado é obrigado a criar delegacias especializadas para o atendimento de denúncias por preconceito sexual contra homossexuais, atendimento privado para exames durante o alistamento militar e assegura a visita íntima em presídios para homossexuais e lésbicas.

Muçulmanos do Sudão ordenam morte de Cristãos


Extremistas muçulmanos enviaram mensagens de texto para pelo menos 10 líderes de igrejas em Cartum, dizendo que estão planejando atacar os líderes cristãos, edifícios e instituições, disseram fontes cristãs em Cartum.


“Queremos que este país seja puramente islâmico, por isso devemos matar os infiéis e destruir suas igrejas em todo o Sudão”, diz uma mensagem de texto que circula por Cartum desde o mês passado. As mensagens foram enviadas em julho e agosto.
Os líderes da Igreja disseram temer mais perseguições, pois eles e seus membros tornaram-se alvos islâmicos. Além disso, extremistas islâmicos do Paquistão, Afeganistão e Bangladesh chegam ao país a cada duas semanas, para passar por treinamentos em campos secretos em Cartum, antes de ser enviados por todo o país para destruir templos cristãos.
Em 18 de julho, um grupo de extremistas atacou uma casa da Igreja Anglicana do Sudão, do bispo Andudu Adam, numa tentativa de matá-lo e também mais dois pastores, Lika Bulus e Thomas Youhana. Ninguém ficou ferido após o ataque, mas os criminosos deixaram uma carta ameaçadora para alertá-los de ataques semelhantes.
“Estamos cientes de suas atividades anti-islâmicas”, dizia a carta deixada na porta da casa do Bispo Elnail. “Temos olhado e acompanhado a evangelização que vocês fazem todos os dias e, portanto, declaramos jihad contra vocês.”
A carta deixada no portão da casa do bispo afirma que o Sudão é uma terra islâmica e que os autores planejam secretamente realizar uma série de ataques para destruir os edifícios da igreja.
“Nós declaramos jihad contra vocês, a fim de proteger os muçulmanos de sua influência infiel, porque vocês são inimigos do Islã”, afirma a carta. Fontes cristãs em Cartum disseram que as ameaças feitas são reais. “Essas pessoas não estão brincando: eles podem matar qualquer cristão”, disse um líder de igreja, que pediu anonimato por razões de segurança.
Hostilidades contra os cristãos começaram a aumentar após a declaração do presidente Omar al-Bashir, em que afirmou que sua república seria baseada na Sharia (lei islâmica) e na cultura islâmica, com o árabe como língua oficial.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Grave denuncia a Presidenta Dilma, filha de desaparecido político sofre atentado

DENÚNCIA GRAVÍSSIMA!
De Paulo Oisiovici sobre Neusah Cerveira!
CARTA ABERTA À PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF
Exmª Srª. Presidente da República, Dilma Rousseff:

Eu, Paulo Oisiovici, brasileiro, portador do CPF 223 114 085-34, R.G. 01298861 81 SSP/BA, telefone celular (77) 8817-8980, residente e domiciliado em Correntina-BA, divorciado, professor, escrevo-lhe essa carta, com todo respeito, a pedido de Drª. NEUSAH CERVEIRA, filha do desaparecido político pela ditadura militar/Operação Condor, Major Joaquim Pires Cerveira, que se encontra em risco iminente de morte, como queima de arquivo para que não deponha e não entregue documentação levantada à Comissão da Verdade.


 As informações repassadas me foram dadas pela própria Drª Neusah Cerveira, a poucos minutos por telefone. Tendo sofrido atentado no dia 18/07/2012, à noite, nas proximidades do aeroporto de Natal, poucos dias após, sua casa foi arrombada mais de uma vez e documentos levados, culminando com uma mensagem pela internet ameaçando-a de morte e em seguida sua casa metralhada.


 No dia 31, às 19:00h pessoas ditas enviadas pela Ministra Maria do Rosário, levaram Drª Neusah Cerveira e sua filha Nikole, de 12 anos, para o Hotel Soleil, de propriedade da governadora do Rio Grande do Norte, do DEM, Rosalva Ciarline, e de sua sobrinha, Fernanda, em Ponta Negra, Natal, garantindo estarem levando a ela e sua filha, para um lugar seguro por poucas horas e que, em seguida, a levariam para Brasília-DF, de onde poderia decidir se pediria asilo político ou não.

Ocorre que, hoje, imobilizada e impedida de falar com qualquer pessoa, cansada de esperar, percebendo o tempo passar e a situação se agravar, ligou para os telefones secretos de Brasília que lhe deram como canal de comunicação, denunciando que o quarto do hotel onde se encontra, de número 312, dá para um descampado e que não pode se aproximar da varanda ou da janela, por estar sendo vigiada e fotografada constantemente. Como resposta, Drª Neusah Cerveira foi orientada a pegar um táxi sozinha com sua filha Nikole, e dirigir-se ao Ministério Público Estadual, ligado ao governo do Rio Grande do Norte, do DEM, seu inimigo figadal, às 16:00h (em Natal o pôr-do-sol é às 17:30h).


 Após ligar para os mesmos números recusando-se terminantemente a obedecer ao procedimento indicado, recebeu a notícia de que na sexta-feira, amanhã, 03/08/2012, seria ouvida pelo Procurador Geral do estado a informação de que não são seus inimigos e um pedido de desculpas pela orientação para que ela pegasse um táxi sozinha com sua filha.

Hoje, após o café da manhã do hotel, que ocasionou a ela e sua filha Nikole, de 13 anos, forte infecção intestinal, Drª Neusa Cerveira procurou a gerente do hotel lhe requisitou os documentos de sua reserva, que lhe foram entregues em cópias, com deboche. Os documentos entregues foram registro de sua entrada no hotel, reserva feita por ela mesma, Neusa Cerveira, pelo site booking.com, uma diária apenas, paga por Brasília pela Srª Josy Costa, e um depósito feito em nome do Centro Popular de Formação da Juventude constando CNPJ em nota fiscal eletrônica.

Avisada para deixar o hotel hoje, a Drª Neusah Cerveira, informa que a luz e o telefone de seu quarto foram cortados e que tudo se encaminha para queima de arquivo com o objetivo que não encaminhe documentos e não deponha à Comissão da Verdade. 


Sua mãe, Malu Cerveira, desesperada, a orientou a se dirigir à Embaixada de Cuba. Ainda a poucos instantes, redigindo essa carta, a Drª Neusah Cerveira, por telefone, desesperada, me informou ter recebido agora, telefonema ameaçando a ela e sua família, no Rio de Janeiro e me pediu que transmitisse à presidente Dilma Rousseff a seguinte mensagem: “a presidente Dilma e a ministra Maria do Rosário estão sendo enganadas, estão mentindo! O que está em curso é queima de arquivo! Caso morra, o imprescindível a ser revelado à Comissão da Verdade, não o será.


 O Rio Grande do Norte está na mão da direita. O Comandante Ustra tem casa em natal e suas filhas. Cuidem das pessoas senão não haverá testemunhas. Documentei tudo e enviei a outras pessoas. Se eu não sobreviver, desejo que a presidente Dilma sobreviva e continue o seu trabalho e tudo o que tem feito. Peço que não prejudiquem a anistia de minha mãe e de meus irmãos. Tudo que tenho deve ser destinado à Comissão da Verdade. E, se isso for um adeus, morro como meu pai: sem abrir a boca! Peço a todos amigos e companheiros que tiverem acesso, que me coloquem em comunicação com a Embaixada de Cuba! Peço-lhes socorro!”.

Paulo Oisiovici

Correntina-BA, 02 de agosto de 2012.